logo-arte-moderna.gifte

 

 
  




Semana de Arte Moderna
Artistas da Semana de Arte Moderna
Modernismo
Vanguardas Europeias
Fale Conosco
Mapa do Site







Artistas da Semana de Arte Moderna


Após diversos conflitos e a publicação de várias obras artísticas o evento ocorreu no ano de 1922. O mundo estava inserido no contexto de Primeira Guerra Mundial, nascimento do Fascismo, na Itália, criação de novas vanguardas, etc. O Brasil passava por um conflito no meio artístico, o que impulsionou o evento.

Após as pesadas críticas contra os artistas brasileiros, bem como seu atraso cultural, segundo Oswald de Andrade, a Semana de 22 teve seu estopim em uma crítica do escritor Monteiro Lobato, sobre Anita Malfatti. A pintora vinha recentemente da Europa, trazendo consigo gêneros dos movimentos culturais de lá. A partir disso, aconteceu a Semana de Arte Moderna no Brasil que contou com artistas muito importantes para a história da arte e para a arte brasileira.

Anita Malfatti

Anita Catarina Malfatti nasceu em São Paulo, no ano de 1889. Ela era pintora, desenhista, gravadora e professora. Ela foi bem cedo para a Alemanha, acompanhada de duas amigas que iam estudar música em Berlim. Na Alemanha, ela descobriu a carreira de pintora, após a ideia de estudar no ateliê do retratista impressionista Fritz Burger.

Recebeu influências expressionistas quando teve aulas ministradas pelo professor Lovis Corinth. Em 1914, fez sua primeira exposição. Foi em São Paulo. Após estudos nos Estados Unidos, voltou ao Brasil, onde recebeu duras críticas de Monteiro Lobato.

Di Cavalcanti

Emiliano Augusto Cavalcanti de Albuquerque e Melo nasceu no Rio de Janeiro, em 1897, foi caricaturista, ilustrador e pintor. Iniciou a carreira fazendo ilustrações para a revista Fon-Fon. Em 1916, ele vai para São Paulo e ingressa na Faculdade de Direito do Largo de São Jorge. A partir daí, Di Cavalcanti começa a pintar.

Di Cavalcanti organiza, em 1922, a Semana da Arte Moderna, no Teatro Municipal de São Paulo. Logo após, ele faz sua primeira viagem para a Europa. Lá, ele fez exposição de suas obras, nas cidades de Londres, Berlim, Bruxelas, Amsterdã. Na Europa, ele conhece vários intelectuais, como: Picasso, Matisse, entre outros. Di Cavalcante se consagrou como pintor.

Graça Aranha

 
José Pereira da
Pessoa escrevendo Graça Aranha nasceu em São Luís do Maranhão, em 1868. Foi escritor e diplomata, um imortal da Academia Brasileira de Letras. Aranha foi um dos organizadores da Semana da Arte Moderna de 1922. Ele é considerado um dos escritores brasileiros do Pré-Modernismo, por causa de sua obra mais importante, o Canaã.

Manuel Bandeira

Manuel Carneiro de Sousa Bandeira Filho nasceu em Recife, em 1886. Era professor de literatura, crítico de arte e tradutor. Participou da geração do Pré-Modernismo. Na Semana de Arte Moderna, teve seu poema 'Os Sapos' como abertura do evento.

Mário de Andrade

Mário Raul de Moraes Andrade, nasceu em São Paulo, em 1945. Ele foi um romancista, poeta, musicólogo, historiador, crítico de arte e fotógrafo. Mário foi um dos precursores do Movimento Modernista brasileiro. Na Semana de Arte Moderna, ele trabalhou como pesquisador do folclore brasileiro. Fez parte de um grupo de artistas da década de 20, o Grupo dos Cinco (Mário de Andrade, Oswald de Andrade, Menotti del Picchia, Tarsila do Amaral e Anita Malfatti).

Menotti del Picchia


Paulo Menotti del Picchia nasceu em São Paulo, em 1892. Ele foi jornalista, advogado, tabelião, poeta, cronista, romancista, ensaísta, pintor e político. Juntamente com os jovens artistas da década de 20, formava um grupo chamado de Grupo dos Cinco. Participou da Semana de Arte Moderna de São Paulo. Menotti foi interpretado por Ranieri Gonzalez na minissérie 'Um Só Coração'.

Oswald de Andrade

José Oswald de Sousa de Andrade Nogueira nasceu em São Paulo, em 1890. Embora tenha o mesmo sobrenome, ele não tem parentesco com Mário de Andrade. Oswald iniciou várias manifestações artísticas, juntamente com os outros jovens artistas. Ele foi um dos idealizadores da Semana de Arte Moderna, além de ser um dos mais importantes para o Modernismo no Brasil.

Tarsila do Amaral

Tarsila nasceu em Capivari, Rio de Janeiro, em 1886. Inaugurou o movimento antropofágico das artes plásticas.  Iniciou sua carreira estudando artes com desenhos e esculturas, como também  outros cursos ligados à arte, em Paris. Voltou para o Brasil, em 1922, quando participou da semana, fazendo parte do Grupo dos Cinco.

Villa-Lobos
Homem segurando violão

Heitor Villa-Lobos foi um maestro e compositor brasileiro. Nasceu no Rio de Janeiro, em 1887. Villa-Lobos era um ícone da música do Modernismo no Brasil. Ele participou do encontro e, nos dias 13, 15 e 17 de fevereiro  de 1922, apresentou seus espetáculos musicais no evento.

 

 

 

 

 

 

Semana de Arte Moderna   <<--  Artistas da Semana de Arte Moderna  -->>  Modernismo